Matérias na iternet

Íntegra de entrevista: Claudya Toledo - 14/02/2006

Site Folha Online
Íntegra de entrevista: Claudya Toledo
14/02/2006
DA EQUIPE DE TREINAMENTO 2

VOCÊ ACHA QUE A EXPRESSÃO "CADA PANELA TEM SUA TAMPA" FAZ ALGUM SENTIDO? CASAIS QUE FUNCIONAM SÃO AQUELES QUE DE ALGUMA FORMA SE ENCAIXAM?

Com certeza. As pessoas, em cada tempo que elas estão na vida, têm um perfil compatível. Tem gente que diz que só atrai homens "cachorros", cafajestes. Tem homens que também falam que só atraem mulheres quietinhas e que no final das contas elas não assumem o relacionamento. Às vezes a pessoa atrai e sai repetindo um padrão de relacionamento que, para ela passar para outro padrão, se ela quer mudar, ela tem que mudar algo dentro dela, para atrair um outro tipo.

E CASAIS QUE FUNCIONAM SÃO AQUELES QUE DE ALGUMA FORMA SE ENCAIXAM?

Com certeza. Tem que haver complementariedade. Tem que haver um encaixe. É lógico que tem que haver um encaixe no campo físico, no campo mental, no campo emocional e no campo espiritual. Se não não dá certo.

ESSE ENCAIXE É VÁLIDO PARA O BEM OU PARA O MAL, OU SEJA, AS PESSOAS SE DEIXAM ATRAIR TANTO PELAS QUALIDADES QUANTO PELOS DEFEITOS DAS OUTRAS?

Na verdade, a questão do encantamento ocorre pelas qualidades. Você se encanta por uma pessoa, porque naquele momento ela é perfeita para você.

EXISTE GENTE QUE SE SINTA MAIS ATRAÍDA PELOS DEFEITOS?

A pessoa tem a possibilidade de se apaixonar, se ela vê no outro a perfeição, não pelos defeitos. Os defeitos, a crítica é o desamor. Quem é muito crítico, a pessoa mental e crítica não acessa o estado de amor. O estado amoroso é para quem sente e não para quem pensa. É preciso sentir a si mesmo e ao outro e não só ficar discutindo a relação.

HÁ QUEM DIGA QUE AS PESSOAS NÃO ACHAM O PAR, E SIM A NEUROSE QUE AS COMPLETA. ISSO É VERDADE? VOCÊ PODE CITAR EXEMPLOS?

Na verdade existem relacionamentos que têm um alto nível energético e relacionamentos para crescimento. O top dos relacionamentos, numa escala, é o crescimento. Esse é o relacionamento de evolução. Os dois estão juntos e estão crescendo juntos emocionalmente, espiritualmente e fisicamente estão se melhorando. Abaixo dele vem o relacionamento de troca. Um dá o que o outro pode receber e vice-versa. Mais abaixo vem o relacionamento de inércia. Duas pessoas que não se importam muito uma com a outra. Não têm grande energia. Embaixo da inércia vêm os relacionamentos de neurose. Na neurose existe uma troca, mas uma troca neurótica.

COMO SERIA ESSA TROCA?

É um sistema negativo, não-positivo. Elas trocam o que não é legal.

COM SUA EXPERIÊNCIA, O QUE PROVOCA A FORMAÇÃO DE UM CASAL TIPO IOIÔ, QUE SE JUNTA E SEPARA MUITAS VEZES?

Esse casal que vai-e-volta, em geral, tem uma possibilidade que não foi coberta. Não está tudo completo ainda. Fisicamente, por exemplo, a transa não é muito legal. Mas eles são super amigos, se amam muito, eles curtem sair juntos, têm um espírito legal, se entrosam em qualquer lugar. Ou então, eles transam super "up", maravilha! Só que quando eles vão conversar não dá muito certo. Sempre falta alguma coisa. Eles ficam indo e voltando, porque alguns ingredientes são muito atraentes. Mas pode ocorrer que essa parte que falta pode se completar.

E OS CASAIS QUE BRIGAM O TEMPO TODO, MAS NÃO SE LARGAM DE JEITO NENHUM?

Esses casais são o do tipo neurótico, dentro daquele sistema que expliquei. Eles têm a história da briga, né? Estão sempre discutindo. Isso é o vínculo que eles têm.

QUAL A MELHOR "TAMPA" PARA ALGUÉM NERVOSO, SEMPRE PRESTES A EXPLODIR, COMO UMA PANELA DE PRESSÃO?

É uma pessoa que possa acalmá-la. Uma pessoa que seja um bálsamo para ela. Se eu dou carinho, um olhar amoroso para essa pessoa dificilmente ela sairá do seu estado emocional.

ESSAS PESSOAS QUE MANTÊM ESSES RELACIONAMENTOS INSTÁVEIS, DE VAIVÉM, TÊM ALGUM PERFIL EMOCIONAL EM COMUM?

A relação é uma sinergia de duas energias. Você tem vários tipos de relacionamento assim, ioiô. A pessoa, às vezes, não sabe se ela quer ter um relacionamento estável ou não ainda. Se um cara, num domingo à tarde, não sente a mínima falta de ter alguém, é difícil que algum dia ele venha a ter algum relacionamento estável. Tanto homens como mulheres. Não é mais como no passado, que as pessoas nasciam, cresciam e se casavam, ou iam para um convento. Atualmente existem muitas opções para a pessoa estar sozinha.

COMO SERIA O HISTÓRICO FAMILIAR DESSAS PESSOAS COM O PERFIL EMOCIONAL QUE SÓ CONSEGUEM ESTABELECER RELAÇÕES INSTÁVEIS?

No primeiro setênio (primeiro sete anos) o relacionamento que está estabelecido com pai e mãe. Do homem com a mãe e da mulher com o pai. Um filho que não teve admiração pela mãe dificilmente terá por você. Existem, lógico, formas para se trabalhar isso. Existe uma forte marca na instalação dos "programas". No primeiro setênio você tem os seus "programas instalados". Então se você teve um programa instalado de relacionamento complicado, provavelmente você terá um relacionamento complicado mais tarde.

ESSE TIPO DE RELACIONAMENTO SERIA UMA TENDÊNCIA DA PÓS-MODERNIDADE? RELAÇÕES BASEADAS EM IDEAIS DE CONSUMO, IMEDIATISMO, INDIVIDUALISMO, NARCISISMO EM ALTA?

Acredito que existem vários tipos de relacionamento. Na pirâmide dos relacionamentos, no topo, há aqueles relacionamentos de evolução. Abaixo os de troca, os de inércia e a grande base são os neuróticos mesmo.

QUEM FEZ ESSA PIRÂMIDE? ELA É BASEADA EM QUÊ?

Esse conceito está no "Manual da Cara Metade".

COMO ESSAS PESSOAS QUE TÊM ESSAS RELAÇÕES INSTÁVEIS PODEM RESOLVER SEUS PROBLEMAS?

Eu acredito que a pessoa tem que parar e prestar atenção no que está acontecendo.

Qual é a falta que está acontecendo para a pessoa? No plano físico, emocional ou no espiritual.? Entendendo este diagnóstico que está acontecendo, a pessoa pode reformular aquele ponto.

Claudya Toledo é diretora e proprietária da agência de casamentos "A2 Encontros". Escritora, especialista em relacionamento afetivo, escreveu o "Manual da Cara Metade". A A2 Encontros é a maior agência de namoros e casamentos do país, especialista em relacionamentos afetivos.